Marca Pop

22 de maio de 2024

Reckitt Industrial destaca o papel das empresas na participação de mulheres e meninas na Ciência

O Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, instituído pela Organização das Nações Unidas em 2015, é comemorado no dia 11/02. A data é um lembrete dos avanços ainda necessários em igualdade de gênero em todos os âmbitos – acadêmico, civil e empresarial.

Apesar da falta de profissionais para trabalhar na maioria dos campos tecnológicos da atualidade, as mulheres ainda representam 28% dos formados em engenharia e 40% na ciência da computação e informática, de acordo com a UNESCO. No setor privado, empresas têm estabelecido metas para aumentar a participação feminina em todas as áreas.

É o caso da Reckitt Industrial, que é parte do Grupo Reckitt – multinacional de bens de consumo de higiene, saúde e nutrição com marcas renomadas como Veja, Vanish, SBP, Sustagen, Jontex, Luftal e Veet em seu portfólio. Dos 76 colaboradores na área de Pesquisa e Desenvolvimento, considerada estratégica para a empresa, 55 são mulheres. Elas também são maioria no grupo de cientistas da companhia, formado por 26 mulheres e 11 homens.

“Garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão”, objetivo ligado ao ODS número 5, passa por incluir meninas e mulheres em espaços até recentemente dominados por homens, entre eles a ciência. “A presença das mulheres nas empresas é importante por si só, mas é crucial observar em que áreas elas estão atuando”, destaca Nivia Belopede, diretora de RH da Reckitt Industrial, “temos orgulho de ver mulheres liderando os times de inovação, desenvolvimento de produto e pesquisa na nossa companhia”.

Tamara Oliveira, Coordenadora da área de Pesquisa e Desenvolvimento da Reckitt Industrial, é uma delas. No seu dia a dia, Tamara cria e testa novas formulações de produtos como Finish e Vanish. Para ela, pensar em inovações que vão facilitar a vida das pessoas através de novas fórmulas ou produtos é a melhor parte de trabalhar com a produção científica no setor privado. Formada em Engenharia de Materiais e bacharel em Ciência e Tecnologia, destaca que a curiosidade é a principal característica de um cientista: “Eu sempre fui muito curiosa, e é isso que gostaria que mais meninas acreditassem: que elas podem ser curiosas, elas podem querer aprender algo novo e desafiador”.

Contar com mais mulheres na área de Pesquisa e Desenvolvimento também impacta no resultado final: “Ter profissionais com formações diferentes e, principalmente, histórias e bagagens diversas faz muita diferença na construção de novas soluções, produtos ou processos”, observa Tamara, que declara seu amor pela ciência. “A ciência permite que a gente cresça, aprenda, desenvolva e seja um pouquinho diferente a cada dia. É uma porta que se abre para sempre.”

Picture of Eduardo Fonseca

Eduardo Fonseca

Autor

15 de fevereiro de 2024

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Últimas notícias

Siga nosso Instagram

Esta mensagem de erro é visível apenas para administradores do WordPress

Erro: nenhum feed com a ID 2 foi encontrado.

Vá para a página de configurações do Instagram Feed para criar um feed.

Últimas notícias

Siga nosso Instagram

Esta mensagem de erro é visível apenas para administradores do WordPress

Erro: nenhum feed com a ID 2 foi encontrado.

Vá para a página de configurações do Instagram Feed para criar um feed.

plugins premium WordPress