Marca Pop

22 de maio de 2024

Quer entrar para o mercado gamer? Gerente de Marketing da Lity dá dicas valiosas!

Nos últimos anos, começou uma verdadeira ascensão do mundo gamer como meio de entretenimento, influência e lucro para as empresas que apostam no setor. Acompanhando essa vertente, está a oferta de vagas em tecnologia, aumento que também eleva automaticamente a maior procura por cursos na área de tecnologia, como desenvolvimento, digital e games.

Em termos de acesso à tecnologia de software, não existe limitação para as empresas brasileiras quando comparadas com outros mercados. E é justamente pela expansão das desenvolvedoras de jogos que o interesse da população em ingressar nesse tipo de mercado tem aumentado.

Porém, é importante lembrar que muitos dos jogadores que consideram atuar na área de games têm voltado seus olhares apenas para áreas de tecnologia, o que é compreensível, afinal é o que move o mercado. No entanto, há profissões secundárias que também podem levá-los para o emprego dos sonhos.

Se interessou pelo mundo gamer? A Amanda Rodrigues, gerente de Marketing da Lity, marca de eletrônicos e acessórios, bateu um papo com a gente e deu dicas para se destacar no mercado. Confira:

Como você vê o mercado gamer no impulsionamento da demanda por profissionais de tecnologia nos últimos anos?
A paixão pelos jogos cresce a cada ano. Segundo Pesquisa Game Brasil (PGB) de 2023, 82,1% de brasileiros jogam como entretenimento, e consequentemente o desejo de fazer parte deste ecossistema também cresce. O interesse começa no jogo, independente se é competitivo ou casual, ele pode querer se aperfeiçoar em muitos setores de tecnologia focado nesse mercado, como, por exemplo, ser desenvolvedor. Segundo a ABRAGAMES, o Brasil possui mais de mil jogos lançados em 2022, e temos mais de treze mil profissionais atuando nessa área. As áreas de atuação são infinitas, e ter profissionais que sejam apaixonados pelo produto traz benefícios emocionais e entregas mais valiosas.

Quais são as principais áreas de tecnologia que têm incentivado a procura devido ao crescimento do mercado gamer?
Ainda conforme a Pesquisa Game Brasil (PGB), 58,3% das pessoas acreditam que o setor oferece boas oportunidades de trabalho e carreira nas áreas de criação de conteúdo (68,3%); publicidade ou marketing (68%); programação (66%); efeitos visuais (65,7%); e arte, ilustração ou animação de jogos (65%).

De que maneira as empresas de jogos têm contribuído para a formação de novos talentos e profissionais no setor de tecnologia?
O aumento da demanda de novos jogos e o avanço de novas tecnologias impulsionam não apenas empresas de jogos, mas também de hardwares e acessórios, inspirando os jovens a buscarem conhecimento e se especializarem em áreas diversas que aperfeiçoam a experiência gamer, desde novas histórias / sequencias para o seu jogo favorito, até como obter menor tempo de resposta durante uma partida através de novas tecnologias.

Que conselhos daria para os jovens que querem seguir carreira no mercado gamer?
É importante sempre seguir seus sonhos e não desistir, por mais que o caminho possa ser desafiador. Porém, nem sempre é preciso se tornar um jogador apenas para trabalhar com o mercado gamer. As grandes ligas hoje contam com profissionais de outras áreas que podem despertar o interesse na carreira para os jovens. Dentre as profissões estão hoje advogados, fisioterapeutas e psicólogos.

Na sua opinião, quais são as tendências futuras para o mercado gamer?
Acredito que possamos dividir as tendências do mercado em consumo, entretenimento e tecnologia. Começando com consumo, os jogos mobile continuaram se destacando, por serem mais acessíveis, hoje a aquisição de um lançamento de console no Brasil custa em média até 25% do salário mínimo. Seguindo a mesma motivação, os jogos em nuvem (cloud gaming) poderão ter um grande destaque no futuro, visto que torna o mesmo jogo de console financeiramente mais acessível, podendo até mesmo jogar no celular que já existe na mão dos players, atraindo mais adeptos e variedades de jogos.
Quando falamos de entretenimento, é inegável o avanço dos streamers nos últimos anos que impactou até mesmo o esporte tradicional, e vejo muito mais avanços de influencers e gamers ganharem espaço fora no nicho, além do calendário mais variado de eventos e campeonatos no Brasil, como o Panamericano de Esports Games que será realizado em 2024 no Rio de Janeiro.
As tecnologias, pensando em um público competitivo, está voltada para acessórios, mouse e teclados, leves e cada vez mais com menor tempo de respostas, tendencia que se torna desejo de consumo aos apaixonados por jogos de FPS. E para adeptos dos jogos mobiles, dispositivos com maior duração de bateria e baterias recarregáveis portáteis com maior capacidade e design compacto, lideram a lista de compra.

Picture of Eduardo Fonseca

Eduardo Fonseca

Autor

21 de novembro de 2023

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Últimas notícias

Siga nosso Instagram

Esta mensagem de erro é visível apenas para administradores do WordPress

Erro: nenhum feed com a ID 2 foi encontrado.

Vá para a página de configurações do Instagram Feed para criar um feed.

Últimas notícias

Siga nosso Instagram

Esta mensagem de erro é visível apenas para administradores do WordPress

Erro: nenhum feed com a ID 2 foi encontrado.

Vá para a página de configurações do Instagram Feed para criar um feed.

plugins premium WordPress